Construindo a dama de duas cabeças

Posted on Posted in Sem categoria

Há algum tempo,  aproximadamente em dezembro de 2014, fui surpreendido com uma mensagem,  no Facebook, era o Roberto Blattes me convidando para participar de uma brincadeira. Desenhar a personagem Lorenza a magnífica rainha de duas cabeças protagonista do seu conto de ficção que foi lançado em seguida. A história do livro se passa no período do renascimento, em Florença, novembro de 1494, e logo fiquei fascinado com a trama e aceitei o desafio de pronto.

Lorenza_ref01_Duomo-di-Santa-Maria-del-Fiore-970x1024
Duomo di Santa Maria del Fiore

Aproveitei meu tempo livre e iniciei o processo de criação. O Roberto tinha encaminhado um release enxuto, mas com informações preciosas para o desenvolvimento da ilustração

Comecei uma busca pela internet atrás de informações que pudessem me ajudar a construir a personagem no seu tempo e espaço. É impressionante como a gente acha coisas interessantes. Gastei um dia coletando imagens sobre o figurino, moda, cabelo, estilo arquitetônico da Itália, na época do renascimento. Poderia ficar dias nessa fase, mas estava ansioso e queria começar logo a desenhar.

Iniciei alguns esboços em papel e não demorei muito a montar o quebra-cabeça da composição. O Blattes me deu liberdade para criar, apenas sugeriu uma imagem, mas não consegui desenvolver, pois não tinha elementos suficientes para me encorajar a fazer e obter um resultado satisfatório.

Munido de referências da época parti para a criação da Lorenza. Sou autodidata em modelagem 3D e estudo desde o princípio dos anos 90. Fico fascinado com as possibilidades infinitas que esse recurso pode oferecer. Usei um software 3D para modelagem da Lorenza.

Ensaiei algumas poses como num estúdio fotográfico, posicionei as luzes, e defini os aspectos dramáticos que o tema sugeria. Fiquei horas montando caras e bocas. Precisava de duas cabeças assustadas, chocadas e que convivessem em um único corpo, sem perder a ternura.

LorenzaCabeças
Detalhe maquiagem digital

Elas tinham que ser bonitas, delicadas, frágeis e doces como as mulheres daquele período. Essa era a minha interpretação. Renderizei as imagens em PNG para soltar a figura do fundo e facilitar a montagem no Photoshop.

A união das cabeças se deu no Photoshop. Fiz uma maquiagem nos rostos para acentuar os olhos. A imagem do vestido de época foi aplicada em uma nova camada e ajustei-o a modelo. Fiz isso com os cabelos e o sapato também. Alterei as cores para contrastar com o fundo sombrio da catedral Santa Maria Del Fiori e criar o clima que o enredo pedia, além de destacar a figura do fundo.

Chamo esse trabalho de colagem digital e levei três dias elaborando até ficar satisfeito com o resultado.

Agradeço ao Roberto Blattes por essa oportunidade em participar dessa brincadeira e contribuir com a minha interpretação na construção da personagem do livro “Lorenza a Magnífica – A Rainha de duas cabeças”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.